10 livros que amamos em 2015


Vários livros bons surgiram e ressurgiram em 2015 e alguns conquistaram nossos corações. Um Top 10 que merece a sua leitura.

Os livros de colorir foram a grande revelação e fenômeno de 2015, e dizem que eles resultaram na salvação do mercado editorial em 2015. Eles são antiestresse, porém, para muitos eles chegam a ser irritantes, pois muitos alegam que eles são sintomas da infantilização do mundo moderno, as opiniões a respeito dos títulos para colorir variam e optamos apenas por mencioná-los, assim como a trilogia “50 tons de cinza”, porém não entraram no nosso ranking dos mais vendidos e badalados, que não necessariamente foram lançados em 2015, mas só se popularizaram no ano passado e são os nossos favoritos.

1 – “A herdeira- Kiera Cass [Seguinte] 

A herdeira” é o 4º livro da série “A Seleção”, e foi lançado em maio de 2015. A Seleção esteve em primeiro lugar na lista de best-sellers do New York Post. “Vinte anos atrás, America Singer participou da Seleção e conquistou o coração do príncipe Maxon. Agora chegou a vez da princesa Eadlyn, escolher seu noivo. Eadlyn, não espera que sua Seleção seja nem um pouco parecida com o conto de fadas de seus pais. Mas ao longo da competição, ela pode descobrir que seu final feliz não é algo tão impossível como ela sempre achou”.

Uma série bem sucedida no mercado editorial, em todos os países onde foi traduzido,  que consolidou o nome de Kiera Cass no cenário literário, e vamos ficar de olho em seus próximos livros. 

2 – “Se eu ficar- Gayle Forman [Novo Conceito]

Foi lançado em 2009 e logo se tornou um best-seller lá fora e aqui no Brasil também. Recentemente virou filme, fazendo com que o livro entrasse no ranking dos mais vendidos. “A última coisa de que Mia se lembra é a música. Depois do acidente, ela ainda consegue ouvir a música. Ela vê o seu corpo sendo tirado dos destroços do carro de seus pais, mas não sente nada. Tudo o que ela pode fazer é assistir ao esforço dos médicos para salvar sua vida, enquanto seus amigos e parentes aguardam na sala de espera... e o seu amor luta para ficar perto dela. Pelas próximas 24 horas, Mia precisa compreender o que aconteceu antes do acidente e também o que aconteceu depois. Ela sabe que precisa fazer a escolha mais difícil de todas”.
A continuação do livro se chama: “Para onde ela foi”, e foi lançado em outubro de 2015.

3 – “Toda luz que não podemos ver” - Anthony Doerr [Intrínseca]

O quinto livro do americano Anthony Doerr é o vencedor do Pulitzer de Ficção 2015 . Com mais de 500 páginas, o romance histórico é ambientado na Alemanha e na França antes e durante a Segunda Guerra Mundial. A obra entrelaça as histórias de uma garota cega francesa, um garoto órfão alemão e um oficial nazista em busca de uma joia extremamente valiosa. A narrativa se move entre presente, passado e futuro. Segundo Doerr, a técnica imprime velocidade e suspense à trama — e também permite ao leitor um respiro entre as histórias de cada personagem.

4 – “Vá, coloque um vigia- Harper Lee [José Olympio]

Após 55 anos a escritora Harper Lee apresenta um novo livro que bateu recorde de vendas nos Estados Unidos, superando “O símbolo perdido”, de Dan Brown. Guardado na gaveta por mais de cinco décadas. “Vá, coloque um vigia”, foi um dos grandes lançamentos do ano. Segundo livro publicado por Harper Lee depois “O sol é para todos” (1960, 40 milhões de exemplares vendidos no mundo), ele marca a volta do herói do best-seller anterior, agora 20 anos mais velho e com outra postura diante do segregacionismo e da igualdade social.
Harper originalmente apresentou o manuscrito de “Vá, coloque um vigia” para seu editor em 1957, mas na época foi convencida a escrever o enredo sob a perspectiva de uma criança, o que deu origem ao primeiro livro. A publicação posteriormente ganhou o prêmio Pulitzer e já vendeu mais de 40 milhões de cópias. Harper Lee é uma autora peculiar, que com apenas 2 livros em toda a sua carreira conseguiu escrever seu nome na galeria dos livros inesquecíveis.

5 – “Eu te darei o sol- Jandy Nelson [Novo Conceito]

Um dos livros mais premiados do ano e que já teve os direitos vendidos para o cinema. “Noah e Jude competem pela afeição dos pais, pela atenção do garoto que acabou de se mudar para o bairro e por uma vaga na melhor escola de arte da Califórnia. Mal entendidos, ciúmes e uma perda trágica os separaram definitivamente. Trilhando caminhos distintos e vivendo no mesmo espaço, ambos lutam contra dilemas que não têm coragem de revelar a ninguém. Contado em perspectivas e tempos diferentes, “Eu te darei o sol” é o livro mais desconcertante de Jandy Nelson. As pessoas mais próximas de nós são as que mais têm o poder de nos machucar”.
6 – “A garota no trem- Paula Hawkins [Record]

A garota do trem” é um dos maiores fenômenos editoriais do ano de 2015 na Inglaterra e nos EUA. Thriller psicológico de Paula Hawkins retrata uma mulher que testemunha um suposto crime através da janela de um vagão. O livro segue uma linha de recentes sucessos literários, e uma nova geração de autoras que vem redefinindo as convenções do gênero policial, com personagens femininos complexos que fogem do estereótipo de vítimas ou megeras, e tramas que criam suspense a partir de evoluções psicológicas sutis e dinâmicas ardilosas do casamento e relacionamentos. Com os direitos vendidos para 37 países e uma adaptação para o cinema em andamento pela Dreamworks, o romance foi publicado no Brasil pela Editora Record em junho.

7 – “Como eu era antes de você- Jojo Moyes [Intrínseca]
Emilia Clarke dará vida à personagem Lou na adaptação de “Como eu era antes de você” para os cinemas. Conhecida por interpretar Daenerys, da série “Game of Thrones”, a atriz conquistou a simpatia de Jojo Moyes, autora do romance que inspirou o filme, desde o primeiro momento.
Como eu era antes de você” conta a história de Louisa Clark, uma jovem do interior sem muitas ambições que, quando vê a cafeteria em que trabalha fechar as portas. Louisa é obrigada, a se tornar cuidadora de um tetraplégico. Para contar o que aconteceu com Lou, personagem que não teve final feliz no romance, a autora resolveu escrever Depois de você, a aguardada seqüência que chega às livrarias em 15 de fevereiro.

8 – “Para sempre Alice” - Lisa Genova [Nova Fronteira]

“Para Sempre Alice”, é primeiro título da escritora Lisa Genova, foi publicado originalmente no ano de 2007. E com o lançamento do filme em 2015, o livro ganhou novo fôlego e conquistou novos leitores. A adaptação para a telona rendeu a Julianne Moore a estatueta de melhor atriz no Oscar, pela atuação em “Para Sempre Alice” - o primeiro dela.
“Alice sempre acreditou que poderia estar no controle, mas nada é para sempre. Perto dos cinquenta anos, Alice Howland começa a esquecer. No início, coisas sem importância, até que ela se perde na volta para casa. Estresse, provavelmente, talvez a menopausa; nada que um médico não dê jeito. Mas não é o que acontece. Ironicamente, a professora com a memória mais afiada de Harvard é diagnosticada com um caso precoce de mal de Alzheimer”... – vale à pena conferir o livro.

9 – “Objetos cortantes- Gillian Flynn [Intrínseca]

É o livro de estréia da autora Gillian Flynn, que ficou conhecida no Brasil pelo sucesso de “Garota Exemplar”. Foi lançando em 2008 com o título “Na própria carne”, pela editora Rocco, porém ganhou nova roupagem em 2015 e entrou para a lista de muitos leitores. “Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação, que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago, Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida. Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri, oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado. Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas”.

10 – “Não se apega, não- Isabela Freitas [Intrínseca]

É o best-seller da brasileiríssima Isabela Freitas, que contabiliza mais de 300 mil exemplares vendidos. Isabela, em seu primeiro livro, narra os percalços vividos por sua personagem para encarar a vida e não se apegar ao que não presta, ainda assim, preservando seu lado romântico.
O livro fez tanto sucesso que virou uma série no Fantástico. Só temos uma coisa a dizer: Parabéns, Isabela! Você é prata da casa e merece palmas.

2015 foi um ano muito badalado no mercado literário, houve vários lançamentos polêmicos, livros de anos anteriores voltaram a debutar na lista dos mais vendidos e esperamos que em 2016, não seja diferente e que o número de leitores no Brasil aumente consideralvemente. Essa é a nossa lista e qual seria a sua? Comente!

Postagens Relacionadas
Anterior
« Anterior
Proxima
Proxima »

5 comentários

7 de janeiro de 2016 17:21

Ótima seleção, deu vontade de ler todos!

Reply
avatar
8 de janeiro de 2016 05:21

Garantimos que você vai gostar bastante :)
Agradecemos pela participação.

Reply
avatar
8 de janeiro de 2016 06:44

Ótimos livros... Do ano passado meus favoritos foram Dias perfeitos, do Raphael Montes, e A cidade murada da Ryan Graudin. :)

Reply
avatar
8 de janeiro de 2016 07:48

Gostei desse Top 10.
Dos livros citados tenho muita vontade de ler a serie A Seleção, o livro Não Se Apega Não, Toda Luz Que Não Podemos Ver e Objetos Cortantes...são livros que conheco, mas não li ainda.
Eu te Darei o Sol esta na minha meta pra esse ano.
Meu top 10, também teria Como Eu Era Antes de Você e colocaria Dançando Sobre Cacos de Vidro.

Reply
avatar
8 de janeiro de 2016 08:30

Muito bom esse top, não gostei de Se eu Ficar, agora fiquei com vontade de Toda Luz que não podemos ver (o tamanho me assusta), e comecei o Não se apega não achei bem legal.

Abs

http://tediosoc.blogspot.com

Reply
avatar